Bernardes Arquitetura: Salão de beleza C. Kamura, Rio de Janeiro

Percurso convidativo

Instalado no Shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, o novo salão do cabeleireiro e maquiador Celso Kamura foi projetado pelo escritório Bernardes Arquitetura e apresenta características peculiares em função da geometria atípica do espaço. O desenho explora as formas poligonais angulosas da construção e estabelece um acesso convidativo ao subsolo, onde se desenvolvem as principais atividades.

Preferido por famosas como Angélica, Patrícia Poeta e Ana Hickmann, e também pela presidente Dilma Rousseff, o cabeleireiro Celso Kamura inaugurou a terceira unidade do C. Kamura, salão que se consolidou inicialmente em São Paulo e mais tarde em Campinas (SP). A nova filial tem sotaque carioca e está localizada no Shopping Village Mall, centro de compras de luxo situado na Barra da Tijuca. Ela ocupa um espaço de geometria incomum e se distribui em dois níveis sem conexão óbvia entre si - um ambiente menor de formato poligonal e anguloso, com entrada pelo piso inferior do shopping center, e outro de dimensões mais generosas e formas mais regulares, posicionado no subsolo e sem acesso direto.

A proposta de ocupação buscou alternativas que trouxessem as sensações de amplitude e iluminação natural, explica Camila Tariki, arquiteta que divide a autoria do projeto com Thiago Bernardes. Entre as intervenções mais significativas está o aproveitamento do pé-direito elevado do subsolo para a abertura de um nível intermediário que estabelece uma circulação, trazendo a desejada sensação de mais área. A partir daí, o maior desafio estava em criar um percurso convidativo para os clientes transitarem entre a entrada e o subsolo, onde é realizado o atendimento do público feminino.

Assim, a escada revestida por madeira freijó passou a ser o elemento arquitetônico determinante. Ela busca um paralelismo sutil com o pé-direito triangulado, que diminui da frente para o fundo, e vai se afunilando à medida que desce, detalhe que desperta a curiosidade dos clientes. O efeito é reforçado pelo forro inclinado de réguas de madeira, responsável pelo ritmo do ambiente. Do patamar intermediário ao salão inferior, o acesso é dado pela continuação da escada, que passa a apresentar degraus largos como os de uma arquibancada.

Elementos da mesma madeira simulam um brise e delimitam no nível de acesso uma área restrita ao público masculino, ambientada com luminárias de cobre e cadeiras de couro. “Os homens gostam de privacidade para cortar o cabelo ou fazer a barba”, comenta Camila. De frente para este brise foi posicionado o extenso banco amarelo onde os clientes passam pelo serviço de manicure - as profissionais utilizam carrinhos com assento para esse atendimento. Desenhado pelos arquitetos, o balcão curvo da recepção é feito com lâminas de MDF cortadas em diferentes formatos e sobrepostas, criando uma textura que se harmoniza com a parede de fundo, revestida por espelhos jateados.

No nível inferior, o espaço de pé-direito elevado é ocupado por 22 postos de cabeleireiros alinhados no perímetro. A exceção fica para a bancada do próprio Celso Kamura, destacada na área central e valorizada pela iluminação do tipo camarim. O revestimento de madeira oculta um grande pilar, o único no meio do ambiente.

Como se trata de um subsolo, havia preocupação com a qualidade da iluminação. Para dar a ideia da luz natural, os arquitetos criaram uma grande abertura ao longo de todo o contorno do forro rebaixado com gesso e usaram tela tensionada na vedação, simulando uma claraboia. Leds predominam nos ambientes, compondo com fluorescentes e halógenas usadas pontualmente.

A combinação de materiais não buscou apenas criar ambientações agradáveis. Todos eles, tais como o piso de resina monolítico e a madeira das bancadas, foram previamente testados nas condições de uso, de modo a garantir adequação às demandas e durabilidade. O mobiliário profissional foi escolhido pelo próprio Kamura e é do mesmo tipo e marca usados nas outras unidades do salão.


Bernardes Arquitetura
Thiago Bernardes é titular do escritório Bernardes Arquitetura, com unidades no Rio de Janeiro e em São Paulo. Camila Tariki é arquiteta com especialização em design e arquitetura de interiores pela Parsons School of Design, de Nova York. É sócia do escritório e coordenadora da equipe de interiores



Ficha Técnica

Salão C. Kamura RJ
Local Rio de Janeiro, RJ
Data do início do projeto 2010
Data da conclusão da obra 2013
Área de intervenção 450 m2
Arquitetura e interiores Bernardes Arquitetura - Thiago Bernardes e Camila Tariki (autores); Ana Cláudia Figueiredo, Victor Campos, Ilana Daylac, Caroline Premoli e Renata Evaristo (equipe)
Luminotécnica Studio Iluz
Estrutura Abilitá
Instalações Install
Ar condicionado Aspen
Automação High End
Acústica C. Brito Consultoria e Projetos Acústicos
Áudio e vídeo Vanessa Souza/Domotics
Construção Joule
Fotos Ruy Teixeira

Fornecedores

Tensoflex (forro iluminado)
Volume, Juride (marcenaria)
Svetlana (árvore desidratada)
Van De Velde (mobiliário profissional)
Marmoraria Ouro Mel, Studio Vitty (banco de Corian)
Lumini, Andratti (luminárias)
Marmoraria Royal (mármores)
Metalbagno (banheira e metais)
Resinfloor (piso)
Omni Decor (vidro acidato)
3M (película)
Montele (elevador)

Texto de Nanci Corbioli| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 410
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora