Rio de Janeiro será a primeira Capital Mundial da Arquitetura

Aprovado pelo Conselho da União Internacional dos Arquitetos (UIA), o título reconhece o passado arquitetônico da cidade e propõe reflexão sobre seu futuro


Pão de Açúcar, Rio de Janeiro (Foto: Rodrigo Soldon)

Reunido em Oaxaca – estado localizado ao sul do México -, o Conselho da União Internacional dos Arquitetos (UIA) aprovou na última sexta-feira, 18 de maio, por unanimidade, a nomeação da cidade do Rio de Janeiro como a Capital Mundial da Arquitetura UIA/Unesco 2020.

A obtenção do título compõe parte do programa proposto para 2020 - idealizado pela prefeitura do Rio de Janeiro, com o apoio do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) –, quando a capital fluminense sediará o 27° Congresso Mundial de Arquitetos.

O próximo passo cabe à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que designará formalmemente o título, conforme contrato firmado com a UIA. Após a chacela do órgão, a cerimônia de assinatura final deverá ocorrer ainda em agosto deste ano.

Além de uma condecoração ao passado arquitetônico, histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro, o título é tido como um acontecimento que propõe análises do presente e respostas ao futuro, sejam essas para os campos da arquitetura, do paisagismo, urbanismo ou das cidades em geral, sem necessariamente se restringir ao Rio de Janeiro.

Para o presidente do Comitê Executivo do UIA 2020 Rio, Sérgio Magalhães, o principal legado do título será direcionar o olhar das autoridades públicas e da sociedade para os atuais desafios urbanos enfrentados: “O programa do Rio Capital Mundial da Arquitetura UIA/Unesco 2020 pressupõe uma ampla reflexão sobre a questão arquitetônica-urbanística, com a identificação de metas que possam ser traçadas para os marcos de 2025 e 2030, tanto para a cidade do Rio de Janeiro como para o sistema urbano do país como um todo, articuladas com as metas da Unesco e da ONU”.

Verena Andreatta, secretária de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação do Rio de Janeiro, comemorou a adesão do Conselho da UIA à proposta que rendeu o título. “Fico feliz e emocionada com a repercussão do trabalho que realizamos junto ao IAB. A estratégia de apresentar já a proposta de programa do Rio Capital Mundial da Arquitetura UIA/Unesco 2020 impressionou a todos. Demonstramos que a cidade, com sua arquitetura diversificada, tem total capacidade de realizar grandes eventos”, disse.

O presidente do IAB, Nivaldo Andrade, destacou a parceria da prefeitura do Rio na campanha: “O apoio da administração municipal foi importante para a indicação da UIA. Temos certeza de que o Rio não só está preparado para receber um evento dessa magnitude, mas vai criar uma referência para as próximas edições, uma vez que a programação inicia com o réveillon, que terá como tema ‘Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21’, o mesmo do programa Rio Capital Mundial da Arquitetura e do congresso mundial que vamos sediar. Será uma visibilidade única”.

Publicada originalmente em ARCOweb em 21 de Maio de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora