Restauro de edifício de Artacho Jurado é custeado por moradores

Mesmo tombada como patrimônio histórico, a edificação não conseguiu incentivos públicos para a reforma

Após 58 anos, o edifício Viadutos, situado na rua Maria Paula, em São Paulo, passa por sua primeira obra de restauro, inteiramente custeada pelos moradores.

Mesmo tombada como patrimônio histórico, a estrutura projetada por Artacho Jurado, conhecido por suas construções no centro paulistano e no bairro de Higienópolis, não conseguiu angariar incentivos públicos para a reforma.

“Fizemos projeto para a Lei Rouanet, tentamos isenção fiscal com a prefeitura, mas nunca foi pra frente”, diz José Marques, o síndico do prédio, em reportagem à Folha de S. Paulo.

As pastilhas amarelas da marquise, um dos elementos marcantes da mescla de estilos e linguagens de Jurado, foram as mais difíceis de serem encontradas.

Mas, já com o material em mãos, o restauro está em fase final de acabamento e também englobou o icônico salão de festas que envolve o edifício. O custo total da reforma é estimado em cerca de 600 mil reais.

O sindíco conta que, uma vez que as obras forem concluídas, pretende aumentar a arrecadação de verbas para o condomínio, por meio de locações destinadas à gravação de filmes e comerciais.

Publicada originalmente em ARCOweb em 02 de Abril de 2014
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora