Carta aberta busca requalificação da planície do Bexiga em SP

As propostas para a área incluem resgate simbólico do córrego do Bexiga e preservação dos arredores do Teatro Oficina


(Foto: Marcos Camargo)

Assinada pelos escritórios Brasil Arquitetura e Urbeflux Engenharia Consultiva, a carta aberta foi divulgada no intuito de contribuir com a discussões sobre a requalificação de terreno contíguo ao Teatro Oficina, no bairro do Bexiga, em São Paulo, propondo diretrizes de uso da área.

Leia na íntegra:

CARTA ABERTA À CIDADE DE SÃO PAULO

Brasil Arquitetura e Urbeflux Engenharia Consultiva participaram, em vários momentos, de tentativas de promover a convergência de propostas e interesses entre o Teatro Oficina e o Grupo Silvio Santos acerca da utilização de terreno contíguo ao Teatro, na esquina das ruas Jaceguai e Abolição, no Bexiga. Recentemente, essa discussão, mais uma vez, voltou à mídia e às agendas dos órgãos governamentais afetos, estando hoje submetido ao IPHAN por decisão do CONPRESP.

Esta Carta Aberta à Cidade de São Paulo pretende contribuir para superar este impasse, em benefício do interesse maior dos seus cidadãos e da cultura brasileira, e se baseia nos seguintes pontos:

O terreno em questão situa-se, em grande parte, na planície de inundação do Córrego do Bexiga;
Em incontáveis pontos na cidade de São Paulo, o poder público historicamente tem se esquivado desta questão, alegando que cursos d'água perenes seriam meramente canais de escoamento de águas pluviais e suas áreas de inundação seriam propriedades privadas edificáveis. Assim os rios foram sendo retirados de seus domínios e transferidos para galerias subterrâneas, desaparecendo da paisagem da cidade;
Essa postura do poder público deve mudar e acreditamos que o momento seja este, na direção de políticas públicas comprometidas com a qualidade ambiental da vida urbana.

Visando contribuir para essa necessária mudança de rumos no tratamento das águas urbanas e seus domínios, esta Carta Aberta propõe as seguintes diretrizes para o referido terreno:

Renaturalizar e revitalizar a bacia do Córrego do Bexiga em toda sua extensão, desde suas cabeceiras na esquina da Japan House na Avenida Paulista, até o subsolo da Câmara Municipal na Praça da Bandeira;
Implantar e manter, na parte mais baixa do terreno, no miolo da quadra, um pequeno lago com as águas do córrego renaturalizado e prever uma área adjacente inundável, resgatando simbolicamente o curso do córrego em seu regime natural;
Edificar apenas nas partes mais altas do terreno, junto às testadas das ruas do entorno;
Implantar pequeno parque urbano acessível no interior da quadra, desvelando as águas do Córrego do Bexiga.

São Paulo, 25 de janeiro de 2018

Urbeflux Engenharia Consultiva
Sadalla Domingos
Francisco Manini Filho
Clarissa Morgenroth
Brasil Arquitetura
Francisco Fanucci
Marcelo Carvalho Ferraz
Cicero Ferraz Cruz



Publicada originalmente em ARCOweb em 30 de Janeiro de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora