Bambu é testado em parada de ônibus de campus da UnB

Iniciativa de usar bambu e eucalipto no abrigo é de estudantes e professores do Centro de Pesquisa e Aplicação de Fibras Naturais da universidade

Foto: reprodução - Marília Marques / G1

Uma parada de ônibus fabricada predominantemente com bambu e eucalipto está em teste no campus Darcy Ribeiro da Universidade de Brasília (UnB), na capital federal, desde o dia 11 de julho. A iniciativa de desenvolver o protótipo foi de estudantes e profissionais do Centro de Pesquisa e Aplicação de Fibras Naturais da UnB, que acreditam que esses materiais possam levar mais conforto para os passageiros que fazem uso do transporte público. O protótipo demorou dois anos para ser concluído.

O desenho da estrutura é do professor de arquitetura Jaime de Almeida, entusiasta do uso do bambu. “É um elemento termicamente neutro, que não aquece nem esfria muito”, explicou o professor ao portal G1. “O bambu é um material que cria conforto e empatia, além de remontar à ideia do homem anterior à industrialização”, acrescentou. De acordo com Almeida, o protótipo testará a resistência do material ao longo de seis messes nessa aplicação e potencial ecológico da fibra do vegetal.

Almeida observou que uma touceira de bambu demora, em média, sete anos para se formar - depois desse prazo, as colheitas podem ser feitas anualmente. “O bambu é uma planta de crescimento rápido e de ampla produção na região. O Cerrado é um dos biomas brasileiros mais ricos nessa espécie", lembrou o professor.

Ele disse que a ideia de usar o bambu e o eucalipto no experimento visa criar uma atmosfera agradável, com apelo visual: “Acreditamos que o uso de materiais mais ecológicos e humanizados, como a fibra e a madeira, seja um apelo para evitar a depredação do equipamento público.”

O design do abrigo foi pensado para proteger o passageiro da chuva e da incidência solar. Além das madeiras, a peça tem a cobertura em chapa metálica, que evita que a umidade diminua a vida útil do equipamento. Elementos metálicos conectam os diferentes componentes do abrigo que está assentado sobre quatro bases de concreto.

Publicada originalmente em ARCOweb em 20 de Julho de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora