8 exemplos de uso misto em grandes cidades

A forte tendência na arquitetura procura solucionar problemas enfrentados nas metrópoles e permite explorar a criatividade

Oscar Niemeyer, Paulo Mendes da Rocha, MMBB Arquitetos, Kengo Kuma e Christian de Portzamparc são exemplos de nomes que já utilizaram composições mistas para elaborar projetos destinados a grandes centros urbanos.

A estratégia simples de reunir diversos usos em uma única construção criativa contraria o propósito do planejamento urbano segmentado, dispensando, por exemplo, deslocamentos desnecessários, além de evitar a falta de oferecimento de serviços em pontos específicos da cidade.

Confira 8 edificações já executadas ou ainda em fase de projeto que trazem a diversidade de usos como uma das soluções para metrópoles nacionais e internacionais:


1. Kruchin Arquitetura: Empreendimento de uso misto, SP


2. MMBB Arquitetos e H+F Arquitetos: Jardim Edite, São Paulo


3. Paulo Mendes da Rocha e MMBB: Edifícios de uso misto, Recife


4. Oscar Niemeyer: complexo Oscar Niemeyer Monumental, Niterói, RJ


5. Atelier Christian de Portzamparc: Edifício residencial e hotel One57, Nova York


6. BIG vai projetar complexo de uso misto em San Francisco, EUA

7. Richard Meier projeta complexo multiúso para a Cidade do México


8. Kengo Kuma pode ter seu primeiro projeto construído na Austrália

Publicada originalmente em ARCOweb em 23 de Fevereiro de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora