EILD 2016 leva atividades sensoriais e digitais a Ouro Preto

Palestras, instalações, mostra de projetos e um jogo interativo marcaram os quatro dias do encontro

Entre 21 e 24 de setembro, Ouro Preto, em Minas Gerais, recebeu a quarta edição do Encontro Ibero-americano de Lighting Design (EILD 2016). Contando com uma programação dinâmica, o evento realizado pela Associação Brasileira de Arquitetos de Iluminação (AsBAI) buscou novas formas de transmitir os valores da profissão, enfatizando a comunicação e colaboração multidisciplinar.

Já no primeiro dia, os participantes interagiram de maneira inusitada com a primeira cidade brasileira declarada Patrimônio Mundial pela Unesco. Em roteiro sensorial noturno, realizado por meio de parceria com o programa interinstitucional Sentidos Urbanos, 14 grupos percorreram as históricas ladeiras de pedra, recebendo orientação de monitores - estudantes da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) - para aguçar os cinco sentidos. 

Desdobramento de uma atividade realizada durante a segunda edição do EILD, em Querétaro, México, o ambiente interativo 7.L.I.G.H.T.S.et acolheu sete instalações desenvolvidas por lighting designers de sete países, sob orientação da portuguesa Maria João Pinto-Coelho. Em cada caixa com escala humana, os visitantes puderam manipular materiais, provocando experiências diversas com o espaço e a luz.

A interatividade também foi estimulada pelo aplicativo de smartphone e tablet criado especialmente para o EILD 2016. Os participantes visitaram locais e monumentos do município mineiro famoso por sua arquitetura colonial, mas também espaços selecionados para receber as atividades do evento, seguindo missões solicitadas por um jogo digital. Com isso, além de promover uma ação lúdica, o encontro gerou um grande banco de dados com imagens e reflexões sobre a luz na cidade.

Outra importante ação do EILD 2016, a exposição Panorama reúne 31 projetos de iluminação ibero-americanos realizados entre 2014 e 2016 até o dia 28 de outubro, no museu Casa dos Contos. Para receber a mostra, a Sala de Exposições Temporárias Tarquínio J. B. Oliveira ganhou um novo projeto de iluminação proporcionado por parceiros do evento.

Situadas em pontos extremos do centro histórico, duas intervenções urbanas resultantes de um concurso internacional foram construídas e transformadas pelos participantes em conjunto com a população de Ouro Preto. Ao final do evento, as obras foram doadas ao campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG), reforçando a intenção do encontro em deixar legado material e imaterial ao município.

Os cerca de 300 participantes do EILD 2016 puderam assistir ainda palestras de profissionais renomados de diferentes disciplinas relacionadas com a iluminação, que abordaram os processos criativo, construtivo, histórico e de tomada de decisão. Também tiveram acesso ao documentário “The Dark City”, em sessões realizadas no Cine Vila Rica, prédio inaugurado em 1886.

Em 2018, o encontro bienal, que já passou por Valparaíso (Chile), Querétaro (México) e Medellín (Colômbia), será realizado em Colônia do Sacramento, no Uruguai.

www.pt.eild.org


Publicada originalmente em ARCOweb em 27 de Setembro de 2016
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora