Todos Arquitetura e Guto Requena: Studio Sol, Belo Horizonte

Inspiração musical

Localizado na capital mineira, o novo escritório do Studio Sol se destaca pela tecnologia de ponta aplicada na arquitetura

O escritório Todos Arquitetura, formado pelos sócios Fabio Mota, Lais Delbianco e Mauricio Arruda, projetou a nova sede do Studio Sol - empresa brasileira de tecnologia que comanda sites de música - em parceria com o arquiteto Guto Requena.

O espaço de 500 metros quadrados situado em um edifício em Savassi, bairro nobre da região centro-sul de Belo Horizonte, foi pensado para ser a segunda casa dos 60 funcionários do Studio Sol. A estratégia foi aplicar tecnologia de ponta na arquitetura e desenvolver várias tipologias para ambientes de trabalho, o que acasionou a estética dinâmica da proposta. 

O conceito principal, segundo memorial do projeto, foi representar as ondas sonoras por meio de elementos do forro, formando ondulações que são o ponto focal do espaço central.

“Formado por caixas de madeira em diferentes tamanhos, o forro, além de possuir propriedades acústicas, conta também com iluminação automatizada que se transforma de acordo com o cenário desejado”, revela o texto.

A paginação do forro foi pensada de acordo com a concentração de pessoas: nas áreas com maior aglomeração, as caixas são mais baixas e adensadas; já nas áreas de circulação elas são mais altas e pulverizadas. Adotou-se a mesma lógica para o piso, que é mais claro nos espaços mais cheios e vai escurecendo nos arredores.

O programa de necessidades está dividido em recepção, ilhas de trabalho para os colaboradores de cada site, salas para reuniões formais e informais, ambientes mais reservados e área para descompressão (copa, cozinha e sala de TV).

Apesar de existir esse espaço específico voltado ao lazer, o projeto arquitetônico buscou criar ambientes descontraídos e que incentivassem a integração por todo o escritório. Em torno da grande área aberta de trabalho, por exemplo, há sofás, vegetação e iluminação adequados ao objetivo.

A principal sala de reunião foi concebida como um aquário de vidro. Suas cortinas automatizadas ora revelam, ora escondem seu conteúdo: tecnologias de áudio e vídeo, mobiliário de apoio a reuniões e iluminação dimerizável.

Diferentemente do forro dos espaços mais abertos, as salas reservadas fazem referência mais direta à música ao receber instrumentos musicais atirantados ao teto, que permitem um visual lúdico.

A tecnologia fica ainda mais evidente no acesso aos banheiros, que conta com um corredor retroiluminado com linguagem de programação de computadores. Dentro dos toaletes esse recurso utiliza a cor da luz, que se modifica de acordo com o consumo de água, para alertar para o seu uso consciente.

Por suas soluções energéticas, desde a iluminação até os eletrodomésticos e computadores, o projeto recebeu a certificação LEED - Selo Prata.



Ficha Técnica

Studio Sol

Local Belo Horizonte, MG

Início do projeto 2016

Conclusão da obra 2017

Área de intervenção 500 m²

Arquitetura Todos Arquitetura (autor); Studio Guto Requena (coautor)

Design de interiores Todos Arquitetura

Paisagismo Todos Arquitetura

Luminotécnica Estúdio Carlos Fortes

Consultoria acústica Paim 
Hidráulica, elétrica e incêndio Install Engenharia 

Climatização Climatizar
Automação Sense

Segurança Teleatlantic

Consultoria ambiental Ecobuilding 
Fotos Gabriel Castro

Fornecedores

Beatriz Maranhão
Codex
Concresteel
Flos
Formica
Foscarini
Galeria Lume
Henrique Steyner
Herman Miller
Interface floor
Jader Almeida
Jaqueline Terpins
JRJ
Kvadrat
Luis Guimarães
Lumini
Lumitenzi DPS Telas Tensionadas
Nani Chinelato
Nicole Toldi
Ovo Design
Owa Revestimentos Acústicos
Santa Mônica Tapetes
Securit
Tidelli
Uni Construtora
Vitra
Vitrale

Publicada originalmente em ARCOweb em 11 de Setembro de 2017
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora