Baggio Schiavon Arquitetura: EOS Barigui, Curitiba

Residencial com fachada unitizada

A vista privilegiada do Parque Barigui, em Curitiba, incentivou o empreendedor do edifício residencial EOS Barigui a tirar partido do entorno, levando o visual do parque para dentro dos apartamentos. Assim nasceu o prédio com amplas peles de vidro, feitas com o sistema unitizado, na concepção do escritório Baggio Schiavon

O terreno de 2.796,82 metros quadrados está localizado em uma área sem barreiras visuais tanto na face frontal, como em suas laterais. Diante da possibilidade de descortinar a vista privilegiada, a Laguna Construtora e Incorporadora apresentou aos arquitetos um programa de necessidades que incluía a construção de um prédio de apartamentos entre 220 e 240 metros quadrados privativos, com um estilo contemporâneo, definido pela envoltória de vidro, porém sem perder o aspecto residencial.

Os estudos realizados para a concepção das fachadas indicaram a adoção de elementos horizontais que avançam além do plano de vidro, gerando volumetria consistente, para evitar o aspecto caixa de vidro comum nas torres comerciais. O edifício tem 18.670,61 metros quadrados de área construída, distribuídos em dois subsolos, térreo, dois pavimentos intermediários, 15 pavimentos tipo, oito pavimentos dúplex e um tríplex, e ático. Nos andares tipo a laje de 475,97 metros quadrados é dividida em dois apartamentos por andar. “Entremeados aleatoriamente entre os tipos, os apartamentos dúplex - dois por andar - colaboraram muito para dar o aspecto residencial, permitindo ter soluções no plano das fachadas de vidro. Com pisos de 476,50 metros quadrados (inferior) e 415,56 metros quadrados (superior), os andares dúplex, divididos em dois apartamentos, possuem varandas grandes com pé direito duplo”, detalha o arquiteto Gianmarco Haddad, do escritório Baggio Schiavon.

No acesso à sacada foram adotadas portas de correr que, nos apartamentos dúplex, medem 5,55 metros de largura e 5,80 metros de altura e, nos apartamentos tipo, têm 3,00 metros de largura e 2,30 metros de altura. As portas foram produzidas com o sistema ASS50.NI da Schüco, com bitola de 50 milímetros e vidros de controle solar low-e laminados e insulados de 24 milímetros. De acordo com o arquiteto e consultor de fachadas Anderson Bueno de Oliveira, da empresa de consultoria Paulo Duarte Consultores, o primeiro cuidado foi especificar um sistema de portas com bitola adequada às solicitações de pressão. Nos vãos com 5,80 metros de altura foi utilizado reforço de uma coluna de alumínio acoplada ao montante do painel unitizado. Trata-se de um reforço tubular externo, para garantir o desempenho, adequado no que se refere às cargas de vento”.

FACHADAS UNITIZADAS
Segundo Haddad, mesmo usando muito vidro nas fachadas, foi intenso o cuidado do projeto para manter o aspecto residencial. Além do vidro, a fachada frontal e faces laterais receberam painéis de alumínio composto, enquanto a face posterior é composta de alvenaria, abas e peitoris convencionais, revestidos com pintura texturizada. Os volumes horizontais e verticais que marcam as fachadas são a principal característica da envoltória. Ora fazem parte do sistema da fachada cortina, ora como revestimento de viga que compõe os terraços, sempre transmitindo a informação de uma linha contínua.

A envoltória é uma combinação de sistemas. Segundo Vitor Reis, projetista sênior da Schüco, empresa responsável pelo fornecimento, “o projeto de fachadas desta obra possui uma arquitetura que explora a entrada da luz natural através das grandes áreas envidraçadas, e a utilização de vidros duplos insulados garante, além da luminosidade natural, o conforto térmico e acústico aos usuários do edifício. Devidos às características da envoltória, utilizou-se dois sistemas de pele de vidro. O sistema UC 64 SG.NI é uma fachada unitizada do tipo cortina, aplicado nos dúplex, tríplex, térreo e nos trechos sem interrupções das lajes ou dos elementos decorativos. O sistema UC 64 SG.NI EV é uma fachada unitizada entre vãos. Esta foi a melhor solução para trabalhar os trechos onde a fachada era interrompida pelas lajes e pelas abas. Integrado às fachadas está o sistema de janelas maxim-ar AWS 102 SG.NI. A utilização do sistema unitizado permitiu melhor controle de qualidade na fabricação dos painéis, totalmente industrializados, e ganho de velocidade no processo de instalação, aumentando assim a produtividade.

Para o consultor Anderson Bueno de Oliveira, “a particularidade desta obra se refere à montagem do sistema de fachadas unitizadas com abas incorporadas ao painel”. Revestidas com painéis de alumínio composto, na cor branca, as abas funcionam como brises e atendem a estética, configurando as marcações horizontais e verticais da torre. Com dimensões próximas a 60 centímetros de largura e 50 centímetros de altura, os brises estão fixados nos módulos da fachada cortina e, nos trechos de fachada entre vãos, estão presos nas vigas formando uma espécie de caixa. 

Os vidros da fachada unitizada foram colados com silicone estrutural e os vidros dos caixilhos receberam gaxetas de EPDM. Foram adotados vidros insulados 24 milímetros de controle solar low-e nas fachadas do quartos, salas e portas de correr e laminados de 10 milímetros de controle solar nas demais áreas envidraçadas. Em ambos os casos eles foram aplicados em perfis de alumínio com pintura eletrostática cinza metálico RAL 9006, no acabamento de superfície. Para garantir a estanqueidade, as juntas das fachadas unitizadas possuem três linhas de vedação na vertical e duas linhas de vedação na horizontal. As juntas têm 12 milímetros na vertical e 20 milímetros na horizontal. 

Para o engenheiro Fabio Siqueira Giamundo, diretor de engenharia da Laguna Construtora, um dos desafios da obra foi equacionar os diversos acabamentos da fachada com o término dos serviços internos de cada unidade. “Por se tratar de empreendimento de alto padrão, a quantidade de itens entregues e nobres era grande e o prazo da fachada era fundamental para a finalização e liberação das vistorias das unidades”.

O fato de um edifício residencial ter envoltória de vidro, e com recortes, acarretou em muitas interferências, devido aos diversos sistemas construtivos das fachadas - alvenaria, reboco, pintura, esquadrias, guarda corpo de vidro e painéis de alumínio composto. “Tais itens se sobrepunham, fazendo com que cada um deles fosse predecessor de outro. O trabalho sobreposto gerou grande desafio de prazo e segurança, além de adiar o fechamento externo x interno para liberação do término das unidades”, observa o engenheiro.

Responsável pela execução das fachadas e do fechamento do térreo, a empresa Alubauen utilizou 68 toneladas de alumínio em aproximadamente 4.500 metros quadrados de fachada unitizada e 1.800 metros quadrados de caixilhos. Segundo o diretor Luis Gustavo Coraiola, “nesta obra foi utilizado um sistema compartimentado de transporte vertical dos painéis. Eles eram içados pela grua, por meio de racks metálicos, até as varandas de cada unidade. Após este processo, os painéis eram locados nos pontos de instalação com o objetivo de ter a menor movimentação possível de material dentro das unidades”.



Ficha Técnica

EOS Barigui
Cliente Laguna Construtora e Incorporadora
Local Curitiba, PR
Área do terreno 2.796,82 m2
Área construída 18.653,62 m2
Projeto junho de 2013
Conclusão da obra outubro de 2016  

Arquitetura Flávio Appel Schiavon (diretor e autor do projeto), Gianmarco Haddad (autor e coordenador de equipe), Filipe Boni (gerente de projetos)
Arquitetura de interiores Juliana Longo Raad
Construção Laguna Construtora e Incorporadora
Fachadas Paulo Duarte Consultores (consultoria); Petinelli (consultoria vidros); Alubauen (fabricação e montagem)
Estrutura de concreto Kalkulo Projetos Estruturais
Acústica Akkerman Projetos Acústicos
Elétrica e hidráulica Vectra Projetos e Consultoria Hidráulica e Elétrica
Fotos Vanessa Kosop

Fornecedores

Vidros GlassecViracon
Sistema de fachada Schüco
ACM Alubauen
Esquadrias de madeira Sincol
Guarda-corpo de vidro RPK

Texto de Gilmara Gelinski | Publicada originalmente em Finestra na Edição 103
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora