Prêmio AsBEA 2008: Premiados

Megalivraria ocupa espaço de cinema desativado

Fernando Brandão Arquitetura + Design
Livraria Cultura/Conjunto Nacional
Categoria arquitetura de interiores

Uma das últimas livrarias a aderir ao conceito das megalojas, a Cultura tem no Conjunto Nacional, em São Paulo, sua maior unidade. Ela ocupa o espaço onde funcionou por mais de quatro décadas o cine Astor. Responsável pelo projeto, o arquiteto Fernando Brandão (FAU/Santos, 1988) recuperou nuances da antiga sala, como, por exemplo, a rampa de acesso, que, redesenhada, leva agora ao estar, no piso intermediário, onde fica a entrada principal.

Um dos ícones da capital paulista, o Conjunto Nacional (projeto de autoria de David Libeskind) é um exemplo de como a arquitetura consegue permanecer atual mesmo com mais de meio século de existência. Para isso contribui, em parte, a renovação ocorrida em algumas de suas áreas, entre as quais a da Livraria Cultura (leia PROJETO DESIGN 330, agosto de 2007) é uma das mais recentes e bem‑sucedidas. Mérito da intervenção do escritório Fernando Brandão Arquitetura + Design, ao qual foi concedido o prêmio na modalidade arquitetura de interiores.

Cinco anos após a abertura do Conjunto Nacional, ocorrida em 1956, começou a operar no condomínio o cine Astor. A sala viveu momentos de sucesso, nos quais conviveu com as unidades anteriores da livraria, distribuídas por algumas lojas no térreo da edificação. Mas, em sua amplitude, não sobreviveu à era dos multiplex e, aos 40 anos, exibiu sua última sessão de cinema. Depois de permanecer fechado por seis anos, o espaço reabriu, transformado na megaloja de livros.

A Livraria Cultura tem 4,2 mil metros quadrados de área, distribuídos em três pavimentos ocupados por 1.560 metros lineares de prateleiras e outros tipos de expositores, que, ao todo, reúnem em torno de 190 mil livros e aproximadamente 35 mil CDs e DVDs. Uma das preocupações do projeto foi facilitar o acesso a esse imenso acervo, permitindo e até mesmo estimulando seu manuseio.

O projeto de Fernando Brandão atribuiu a um trecho do térreo a função de área de exposições e, a partir de outra porção do mesmo piso, redesenhou a rampa, que leva ao pavimento intermediário, onde está localizado o acesso principal da loja. Agora sustentada por uma malha de tirantes metálicos, ela tem início mais próximo da circulação do conjunto, incitando o transeunte a subir e entrar na livraria.

Brandão preservou a linguagem dos projetos que fez para a rede, utilizando os elementos mais bem-sucedidos nas unidades do Recife, de Porto Alegre e do Market Place (shopping center na zona sul de São Paulo). O dragão de madeira, símbolo adotado pelo arquiteto para caracterizar a área infantil, aparece aqui em versão dupla - o maior acomodado no piso e o filhote suspenso por tirantes, aproveitando a altura livre do espaço. No nível inferior, o café possui aberturas envidraçadas para a alameda Santos. No piso superior também foi implantado um teatro.


Fernando Brandão



Ficha Técnica

Livraria Cultura/Conjunto Nacional
Local São Paulo, SP
Data do início do projeto 2006
Data da conclusão da obra 2007
Área de intervenção 4.200 m2
Arquitetura de interiores Fernando Brandão Arquitetura + Design - Fernando Brandão (autor); Márcia Rocha (coordenação); Marcelo Lagos, Saturnino Pereira, Ana Luíza Castro e Alexandre Arana (colaboradores)
Programação visual Fernando Brandão Arquitetura + Design e Carlos Matuck
Cálculo estrutural Monteiro & Linardi (concreto); Modus (metálica)
Instalações Projetar
Detalhamento do teatro J. C. Serroni
Painel artístico Carlos Matuck
Ar condicionado Vetor
Luminotécnica Laura Larrubia Luz e Arquitetura
Construção e gerenciamento Valor
Fotos Carolina Vargas e Fran Parente

Fornecedores

Verona (carpete)
Ybiraitá (marcenaria)
Permetal (serralheria)
Tafisa Poliface (piso madeirado)
SignoSinal (comunicação visual)
Peça Única, Alberflex (móveis)
Itaim, E27, Osram (luminárias)
Souza Lima Construtora (implantação do café)

Texto de Redação| Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 346
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora