ArcoWeb

Flavia Cancian e Renata Furlanetto: Residência, Araçoiaba da Serra, SP

Panos de vidro integram interior às áreas externas

Plantas, cortes e fachadas
Fichas técnicas
Fornecedores
A área social está voltada para o campo de golfe, nos fundos do lote
Panos de vidro integram interior
às áreas externas
Situada num condomínio no interior paulista, a casa tem sua face principal voltada para um campo de golfe livre de muros perimetrais. As arquitetas Flavia Cancian e Renata Furlanetto tiraram partido da amplidão da vista e projetaram uma construção que, dividida em três blocos, explora diferentes perspectivas da paisagem. Grandes panos de vidro e varandas amplas propiciam total integração com o entorno.
O grande diferencial do terreno é a vizinhança: um campo de golfe delimitado por cercas-vivas que não atrapalham a vista para a ampla paisagem. Esse foi o ponto de partida para o desenvolvimento do projeto de Flavia Cancian e Renata Furlanetto para esta casa, planejada em três blocos e marcada por grandes painéis de vidro recuados em relação às fachadas.
A formalização dos espaços parte da idéia de uma moldura em pedra limestone bege, de procedência espanhola, assentada linearmente como uma fita, cuja finalidade é marcar a superfície frontal dos volumes e realçar os beirais e os balanços que fazem a cobertura das varandas. Como o mesmo tipo de pedra foi usado no revestimento das empenas laterais externas, as fitas tornam-se volumes. “De seus desdobramentos surgem espaços preenchidos com as caixas que contêm o programa”, detalha Renata.
O bloco frontal, com pavimento único, abriga garagem e suítes dos hóspedes, abertas para o pátio central
A malha estrutural, composta por vigas apoiadas em poucos pilares, permitiu o balanço de 4 x 3 metros
Painéis de vidro na altura do pé-direito e em ângulo de 90 graus transformam o escritório em mirante
As linhas em pedra delimitam os vazios, que foram
preenchidos com o programa apresentado
A comunicação entre os volumes acontece pelo sentido longitudinal ao campo de golfe; entre os ambientes de um mesmo bloco, a ligação é feita por galerias transversais. A principal delas fica no bloco social e tem os extremos transparentes. Ela abriga a escada, desenhada com degraus vazados a fim de explorar até mesmo nos detalhes a vista para as laterais do lote. Vários acessos à casa reforçam a idéia de integração com as áreas externas.
Os três blocos configuram um U que se apropria da melhor vista, respeitando, porém, os diferentes níveis de privacidade exigidos para cada setor da construção. Mais abertas, as áreas de estar e lazer, no térreo, estão dispostas de frente para o campo, no fundo do terreno, ocupando a face considerada pelas arquitetas como a principal; os setores de serviço, na lateral da casa, formam, juntamente com o corredor coberto e voltado para o pátio central, o volume intermediário.

No bloco da frente, há a garagem, um depósito e duas suítes para hóspedes, orientadas para o pátio. As suítes da família, com aberturas mais discretas, compartilham o pavimento superior do bloco principal com o escritório-mirante, espaço fechado por painéis de vidro fixados em caixilhos de alumínio anodizado natural em ângulo de 90 graus.
Amplos painéis móveis de vidro ocupam integralmente o pé-direito no perímetro da casa e traduzem os conceitos de flexibilidade e permeabilidade que nortearam o projeto, explica Flávia. Internamente, a idéia se repete com panos de alvenaria e com o grande painel de madeira que permanece aberto a maior parte do tempo, integrando cozinha e áreas sociais.
A estrutura de concreto é composta por uma malha de vigas sustentadas em poucos pilares. Duas das suítes do andar superior estão apoiadas em quatro pilares, formando o balanço de 4 x 3 metros que serve como cobertura para a varanda lateral.
Os materiais de acabamento seguem a linguagem da simplicidade. Cimento queimado reveste o piso dos espaços internos e externos do térreo; para o nível superior, as arquitetas optaram por tacos.


Texto resumido a partir de reportagem
de Nanci Corbioli
Publicada originalmente em PROJETODESIGN
Edição 303 Maio de 2005
Vista do pátio central, a partir do corredor coberto
que faz a interligação dos blocos
O pavimento superior do bloco principal,
visto da laje das suítes de hóspedes
Os volumes revestidos com pedra limestone emolduram a casa, marcando os beirais e o balanço que faz a cobertura das varandas
Aberto, o painel de madeira com 3,6 metros
de largura integra a cozinha às áreas sociais
Cimento queimado reveste o piso do pavimento térreo

Texto de | Publicada originalmente em Projeto Design na Edição 303

Em breve PROJETOdesign e FINESTRA também para tablets.
Grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO em breve poderá acessar nossos conteúdos também em tablets e sem custo extra.

Assine agora