Fachada da Biblioteca Nacional é reinaugurada após restauro

Depois de quatro anos com sua fachada coberta por tapumes, a Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, tem sua mais abrangente obra de restauração concluída desde a fundação do prédio


Fachada da Biblioteca Nacional, situada no Rio de Janeiro (Foto: reprodução / Biblioteca Nacional)

O restauro da fachada da Biblioteca Nacional - um dos cartões postais do Rio de Janeiro - foi concluído esta semana. A comunidade já pode conhecer o resultado do trabalho que totalizou 18 meses de obras e R$ 10,7 milhões em investimentos. A cerimônia de inauguração foi realizada no próprio saguão do prédio, na segunda-feira, 18 de junho, e recebeu um concerto especial da Orquestra Petrobras Sinfônica (Opes). 

Construída entre 1905 e 1910, a edificação estava com a fachada em um preocupante processo de deterioração e, por isso, teve suas 285 janelas restauradas, incluindo as partes em madeira e as ferragens originais. Os vidros também entraram no processo e receberam a aplicação de filtros UV para proteger o acervo contra o excesso de luminosidade.

Além disso, o projeto contou com um estudo cromático que revelou a cor original da fachada, permitindo sua reconstituição com pintura à base de pigmento mineral. Todos os elementos decorativos também fizeram parte do retrofit. Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), cerca de 120 operários atuaram na obra e a operação não necessitou interditar o prédio.

A obra contou com recursos do Fundo Nacional de Cultura, do Iphan e da própria Biblioteca Nacional. A ação foi conduzida pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio do programa “Agora, é Avançar”.

Publicada originalmente em ARCOweb em 21 de Junho de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora