Debate aborda o projeto de instituições culturais

Parte do ciclo “Projetando Instituições Culturais: desafios contemporâneos”, encontro reúne os arquitetos Vinicius Andrade e Hiroshi Sambuichi, no Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera, em São Paulo

O arquiteto japonês Hiroshi Sambuichi (Imagem: Divulgação)

Com o objetivo de apresentar a contemporaneidade do Japão, cuja arquitetura é internacionalmente reconhecida, a Japan House São Paulo, o Arq.Futuro e o Pavilhão Japonês promovem durante 2019 o ciclo de debates "Projetando Instituições Culturais: desafios contemporâneos" que prevê a participação de renomados arquitetos brasileiros e japoneses. O primeiro encontro acontece neste dia 02 de maio, no Pavilhão Japonês, com a presença de Vinicius Andrade e de Hiroshi Sambuichi, profissional que visita o Brasil pela
primeira vez.

O ciclo que prevê quatro encontros e tem curadoria de Natasha Barzaghi Geenen, Diretora Cultural da Japan House São Paulo, abordará os desafios atuais de projetar uma instituição cultural, levando em consideração as novas possibilidades de uso deste espaço e as várias mídias, plataformas e dimensões de obras de arte atualmente. Para agosto está programado o segundo encontro da série, entre o brasileiro Thiago Bernardes e o japonês Tsuyoshi Tane - que terá exposição individual na Japan House São Paulo, no segundo semestre.

O ponto de partida para a criação deste ciclo é como a arquitetura responde a desafios enfrentados pelas instituições culturais, que passaram a ser locais onde as mais variadas atividades são sediadas: da salvaguarda de obras a exposições tradicionais, à realização de palestras, encontros, oficinas práticas, projeções, performances, além de espaços dedicados à cafés e restaurantes. “Estas instituições exercem papel fundamental e crescente como centro de convivência. A versatilidade desses locais deve ser considerada desde o momento de criação do projeto arquitetônico”, comenta Natasha, curadora do ciclo.

O questionamento “Quais as premissas e desafios de projetar essas instituições nos dias de hoje? E qual o papel do arquiteto nesse trabalho multidisciplinar?” promete nortear o debate, assim como a exposição de propostas, contribuindo para a reflexão sobre o assunto.

Hiroshi Sambuichi nasceu na região de Setouchi em 1968 e fundou o escritório Sambuichi Architects, em Hiroshima, após graduar-se pela Universidade de Ciências de Tóquio. Atualmente, é professor adjunto na Royal Danish Academy of Fine Arts. Projetos como
Pavilion "The Water” (Cisternerne in Denmark), Hiroshima Orizuru Tower e Naoshima Hall são de sua autoria.

Vinícius Andrade é sócio fundador do escritório Andrade Morettin Arquitetos Associados - e assina, entre outros projetos, a nova sede do Instituto Moreira Salles São Paulo. Professor da Escola da Cidade, coordena também o curso executivo "Inovação Urbana: novas formas de fazer cidade", desenvolvido pelo Insper e pelo Arq.Futuro.


Projetando Instituições Culturais: desafios contemporâneos
Participantes Vinicius Andrade e Hiroshi Sambuichi, com mediação de Tomas Alvim 
Data 02 de maio (quinta-feira)
Horário 14h30
Local Pavilhão Japonês, Parque Ibirapuera
Endereço Av. Pedro Álvares Cabral, s/n (portão 10 para pedestres ou portão 3 para estacionamento - com uso de cartão zona azul)
vagas limitadas

Inscrições aqui

Publicada originalmente em ARCOweb em 02 de Maio de 2019
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora