A identidade das cidades é tema de debate em São Paulo

Em pauta serão abordados fatores que definem a cidade e a sua constante transformação


Na edição anterior, o encontro discutiu a relevância da arte nos conflitos da cidade (foto: André Seiti)

A edição de fevereiro da série Brechas Urbanas, realizada dia 23, às 20h, no Itaú Cultural, abordará o tema Identidade das Cidades, partindo do princípio de que o espaço urbano está em constante movimento e isso o torna um objeto de observação e um agente transformador da sociedade.

O mediador e jornalista Bruno Torturra provocará a conversa buscando os elementos que definem uma cidade e qual identidade a torna única. O encontro reúne a ativista urbana Alessandra Orofino, o arquiteto Guilherme Wisnik e o fotógrafo Tuca Vieira.

“Essas reflexões proporcionadas pelos encontros nos movem a propor inovações no mundo contemporâneo”, acredita Ana de Fátima Sousa, gerente do Núcleo de Comunicação do Itaú Cultural, que também assina a curadoria da programação.

Os temas debatidos até aqui abordaram desde as múltiplas maneiras de se deslocar pela cidade até a relação entre o espaço urbano e o cérebro humano, passando por questões como a dicotomia centro/periferia e o papel da arte diante dos conflitos sociais presentes nas grandes cidades contemporâneas.

As questões urbanística, antropológica e artística serão postas em debate para explorar até que ponto podemos atribuir uma personalidade a uma cidade – um espaço que se encontra em um estado de constante transformação e pode ser definido de acordo com uma série de aspectos, como sua estrutura e os perfis dos seus habitantes, e cuja transformação constante pode ser planejada, em decorrência do tempo ou de outras dinâmicas que fogem do controle.

Alessandra Orofino, uma das convidadas ao debate, é ativista urbana e economista de direitos humanos, fundadora do Meu Rio, projeto que reúne a população carioca em uma rede com o objetivo de participar mais ativamente da vida política da cidade. Guilherme Wisnik, é arquiteto e professor de Arquitetura e Urbanismo e, em um de seus trabalhos, Estado crítico: à deriva nas cidades, ensina a ver no espaço urbano o cruzamento das questões mais candentes da atualidade, como música, cinema e artes plásticas. Já o fotógrafo Tuca Vieira retrata a cidade e sua transformação na fotografia e desenvolve projetos sobre arquitetura, urbanismo e paisagem urbana.

O bate-papo é aberto ao público, conta com interpretação em Libras (Língua Brasileira de Sinais) e será transmitido ao vivo pelo site do instituto.


Bruno Torturra, Tuca Vieira, Alessanda Orofino e Guilherme Wisnik

BRECHAS URBANAS - IDENTIDADE DAS CIDADES
Data 23 de fevereiro, às 20h
Duração 90 minutos
Local Sala Multiúso
Endereço avenida Paulista, 149 - São Paulo
Informações 11 3629-1075; www.itaucultural.org.br
Entrada gratuita
 

Publicada originalmente em ARCOweb em 21 de Fevereiro de 2017
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora