Arquitetura Nacional: Edifício residencial Quadra K, Porto Alegre

Faixas horizontais e planos verticais direcionados ao parque

Condomínio de linguagem contemporânea será construído em último terreno vago do Jardim Europa, na zona Norte de Porto Alegre

Inaugurado em 2006, o parque Germânia, na zona Norte de Porto Alegre, surgiu como parte de um acordo de compensação ambiental entre a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e a empresas responsáveis pelo loteamento – Goldsztein e Condor Empreendimentos - chamado Jardim Europa, bairro planejado implantado em torno desse equipamento. Em pouco mais de dez anos, os terrenos do Jardim Europa foram quase que totalmente ocupados, sobretudo aqueles mais próximos do perímetro do parque.

Com algumas exceções, a arquitetura dos edifícios residenciais e comerciais que se espalharam pela região - especialmente durante o boom imobiliário do final da década passada - é quase irrelevante. O que não é novidade em se tratando da recente produção do mercado imobiliário em Porto Alegre e de outras capitais. É para o último terreno desocupado da avenida Ferdinand Kisslinger  - que, em parte de seu trecho, faz limite com o parque Germânia - que o Arquitetura Nacional, jovem e profícuo escritório gaúcho, projetou o edifício Quadra K.

A confiar-se nas perspectivas e no retrospecto dos trabalhos do estúdio, o Quadra K - condomínio que foi desenvolvido para a Ivo Rizzo Empreendimentos Imobiliários - se tornará um ponto fora da curva nesse quadro. E, nesse sentido, a edificação também destoa (e de forma positiva) de outros produtos anteriormente lançados e exibidos no site da Ivo Rizzo. A empresa é uma tradicional construtura de Porto Alegre que foi fundada em 1952, época em que participou do desenvolvimento de Torres, uma da mais conhecidas cidades do litoral (praia) gaúcho.

Muito conhecido dos corretores locais – justamente por ser o último lote desocupado -, o terreno onde será construído o empreendimento era chamado de Quadra K (nome adotado no futuro edifício), fica no limite do loteamento e possui conformação irregular. Essa configuração deve-se à interface do loteamento com o tecido urbano consolidado, mais antigo, explica a arquiteta Paula Otto, sócia do Arquitetura Nacional. “A menor das faces do terreno, que possui um desnível de 4 metros, está voltada para o parque”, ela observa.

Desde o início, os autores do projeto consideraram ser fundamental que todas as unidades desfrutassem da vista do parque. Por esse motivo, dividiram o terreno em quatro faixas horizontais em sentido perpendicular ao Germânia, de forma que essas faixas organizassem a ocupação dos apartamentos. “Essa estratégia surgiu da necessidade de extrair os potenciais particulares do terreno, em vez de buscar soluções genéricas e desconectadas de seu entorno de implantação que, infelizmente, são ainda muito empregados em diversos empreendimentos”, argumenta Paula.

A implantação, ela acrescenta, aproveitou o desnível para acomodar o prédio ao terreno e, ao mesmo tempo, garantir o acesso em nível aos pavimentos térreo e subsolo, ocupados pelos estacionamentos – o térreo, parcialmente, e o inferior por completo.

O projeto privilegia espaços de uso comum, buscando trazer ao prédio características contemporâneas do morar e trabalhar em casa, detalha a arquiteta. No térreo, estão as áreas que podem ser empregadas como extensão do escritório: sala de reuniões, estar reservado e um estar mais informal com arquibancada, que podem também servir como local de trabalho.

Na cobertura, ficam as áreas comuns destinadas ao lazer (salão de festas com terraços descobertos e vista para o parque, estar condominial, terraço com lareira e jacuzzi), além da lavanderia.

As faixas que estabelecem a ordem na ocupação do terreno transformam-se em quatro planos verticais que definem a volumetria do prédio. “Esses planos possuem alturas diferentes, decorrentes dos recuos de altura provenientes do regime urbanístico. Os centrais são mais altos e abrigam, além de apartamentos, as áreas condominiais da cobertura”, informa a sócia do escritório autor do projeto.

O prédio possui 28 apartamentos, sendo quatro dúplex e 24 lineares com dois quartos. Todos possuem layouts flexíveis, que podem ser ajustados às necessidades dos moradores. Com isso, o edifício pode atender diferentes perfis de público. “Sem exceção, os apartamentos possuem sacadas voltadas ao parque”, observa Paula. A arquiteta lembra que a especificação de materiais pautou-se pela busca da durabilidade, mas foram eles também selecionados de forma a conferir linguagem contemporânea à edificação.

“Os planos verticais possuem fechamento em chapa metálica ondulada lisa nas partes fechadas e perfurada nas aberturas. Nos quartos, além de perfurado, o revestimento metálico possui um sistema de abertura do tipo camarão que permite a ventilação e iluminação total do vão. Nas sacadas, os brises sombreiam os ambientes internos permitindo o controle da incidência solar, podendo ser movimentados pelos moradores conforme desejarem”, conclui a arquiteta.



Ficha Técnica

Edifício de apartamentos – Quadra K
Local Porto Alegre, RS
Início do projeto 2017
Área do terreno 1121,94 m²
Área construída 3822,17 m²


Arquitetura Arquitetura Nacional – Eduardo Maurmann, Elen Balvedi Maurmann, Paula Otto (sócios), Yuri Endo Kokubun (coordenador) e equipe Arquitetura Nacional
Estrutura Vantec Estruturas 
Hidráulica e elétrica Filippon Engenharia
Interiores Victória Rizzo Arquitetura
Paisagismo Daniel Dillenburg
Proteção contra incêndios Supernova Engenharia de Incêndio
Fundações R2A Projetos
Impermeabilização Cruz & Cruz Arquitetos
Modulação Gobbato Arquitetura
Ar Condicionado EJR Ar Condicionado
Gás Fialho Arquitetura
Acústica Nabinger Projetos Acústicos
Compatibilização Mello Arquitetura
Software ArchiCAD
Imagens Maam+Studio Paralelo
Cliente Ivo Rizzo Empreendimentos Imobiliários

Publicada originalmente em ARCOweb em 20 de Fevereiro de 2018
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora