Arte e arquitetura em equilíbrio e tensão no MuBE

Exposição da artista Marcia Pastore propõe movimento no segundo vão livre mais conhecido da cidade de São Paulo



Teve início no dia 7 de outubro e vai até 21 de novembro deste ano a exposição “Corpo de Prova”, da artista Marcia Pastore, na área externa do Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE), na capital paulista. 

Trata-se de uma intervenção de 60 metros não lineares ao longo do vão livre do edifício criado pelo renomado arquiteto Paulo Mendes da Rocha, onde a artista se utiliza de material típico da construção civil brasileira: o concreto. Os prumos e blocos são provenientes da demolição de um estacionamento de uma das unidades de uma rede de lojas de materiais construtivos.

A exploração sobre “a ação e o corpo” no espaço é trabalhada pela artista num sistema mecânico, que investiga o equilíbrio e a tensão nas relações entre a arte e a arquitetura. A unidade, replicada diversas vezes, é composta pela peça “sargento”, que se prende ao vão livre, e pela roldana (que se fixa na “sargento”).

O fio de aço passa pela roldana tendo em uma de suas pontas o bloco e na outra, o prumo. Assim, o movimento dos cabos permite o diálogo de suas linhas verticais com as ortogonais da marquise, bem como às diagonais criadas a partir do deslocamento dos blocos.

 
Esposição "Corpo de Prova", de Marcia Pastore
Local Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE)
Endereço Av. Europa, 218, Jardim Europa
Período expositivo 7 de outubro a 21 de novembro de 2017
Horário 10h às 18h (terça a domingo)
Mais informações (11) 2594-2601; www.mube.art.br




Publicada originalmente em ARCOweb em 11 de Outubro de 2017
  • 0 Comentários

ENVIE SEU COMENTÁRIO

Assine PROJETO e FINESTRA!
Acesso completo grátis para assinantes


Quem assina as revistas da ARCO pode acessar nosso acervo digital com mais de 7 mil projetos, sem custo extra!

Assine agora